fbpx

As roupas de inverno são compostas por uma mistura de tecidos, que podem ser mais volumosos e pesados ou leves e delicados. Além disso, essas peças são pensadas para terem uma vida útil mais extensa, ficando armazenadas por longos períodos quando o frio vai embora.

Esse é um cenário perfeito para a proliferação dos ácaros, que provocam aquele cheirinho de mofo desagradável, além de uma degradação estética da roupa, que acaba perdendo seu aspecto original.

Por conta disso, é imprescindível tomar certos cuidados para conservar as suas roupas de frio favoritas por mais tempo. Para te ajudar com isso, preparamos esse guia com algumas dicas úteis para você levar para a vida! Confira: 

Atenção ao processo de lavagem

Os cuidados com a lavagem das peças são essenciais. É importante sempre conferir as recomendações nas etiquetas, pois cada tecido tem uma necessidade especial. 

Por exemplo, as peças de lã não devem ser colocadas na máquina de lavar, dando preferência à lavagem a mão e com delicadeza. O processo de centrifugação infelizmente diminui a vida útil das roupas, portanto esteja ciente de que é melhor evitar.

Os detergentes neutros também são uma boa pedida, pois dependendo dos componentes é possível que o produto mude o aspecto original da fibra.

E nada de deixar as roupas secando em contato direto com o sol, ok?

Armazene corretamente

A organização na hora de guardar as roupas de inverno é essencial. Um erro muito comum é colocar as peças mais pesadas em sacos plásticos quando o inverno termina, o que acaba sendo muito prejudicial para o tecido.

É esse tempo fechado e no escuro que viabiliza a proliferação dos ácaros indesejados. Para resolver esse problema, uma ótima dica é usar as capas de TNT, visto que esse material permite que o tecido “respire”. Você também pode deixar o guarda-roupa aberto por algumas horas pelo menos uma vez por semana, assim o ar vai circular e evitar o cheiro ruim.

Para peças mais delicadas, como a lã, é melhor guardá-las dobradas, pois quando penduradas no cabide elas tendem a estirar.

Além disso, certifique-se de só guardar as roupas quando estiverem bem secas! O couro, por exemplo, precisa ficar no mínimo um dia inteiro ao ar livre para secar corretamente, pois retém muita umidade.

Você também pode fazer uso dos saquinhos de sílica-gel, um produto encontrado em lojas de utilidades e que absorve qualquer sinal de umidade, mantendo as roupas sempre limpas e conservadas. 

Realize a manutenção das peças

Se você pensa que depois que o inverno acaba você só precisa se preocupar com as roupas de frio no ano seguinte, está enganada!

Você pode tirar as peças do guarda-roupa a cada 3 meses para tomarem ar e evitar manchas e cheiros ruins. Além disso, alguns tecidos exigem uma manutenção ainda mais específica.

O couro deve ser lavado a cada 6 meses, além de ser hidratado com um produto específico para essa função ou um óleo de amêndoas puro, pois esse é um tecido que pode ressecar e adquirir um aspecto terrível. 

Peças claras e que podem amarelar, o indicado é lavar a roupa com uma misturinha de água e vinagre de maçã com a ajuda de uma esponja, com movimentos suaves.

A camurça também é um exemplo de tecido em que esse cuidado precisa ser levado muito a sério, pois é um material muito poroso e permeável.

Gostou dessas dicas de como cuidar das suas roupas de inverno? Veja também como acertar na escolha de roupa executiva feminina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *